Não basta ser seguro, tem que parecer seguro.

Seja para você transmitir uma imagem de mais segurança, para garantir transações seguras a seus clientes ou ainda para posicionar-se melhor nas buscas frente aos seus concorrentes, o SSL passou a ser item obrigatório para quem quer atuar seriamente no mercado de Internet.
Voltar Publicado em: 18/11/2019
Visualizações: 1389

Com o avanço do comércio eletrônico, transmitir segurança para seu cliente é tão importante quanto ter a segurança. Por isso, atendendo alguns pedidos de clientes vou explicar um pouco mais, do ponto de vista de negócios, sobre o SSL e a importância desse recurso no seu Site.

Oportunidades para os empresários

O SSL passou a ser recurso obrigatório desde janeiro/17 quando a Google anunciou que seu navegador web, o Google Chrome, passaria a acusar a falta de segurança nos sites Web. O Chrome responde por 74% dos navegadores instalado atualmente na Internet, o que torna esse anúncio um daqueles de "extrema" relevância para os negócios.

A partir de então, ao acessar um site web de e-commerce ou que tenha apenas formulários de contato, por exemplo, onde não haja um Certificado SSL, o navegador da Google acusará uma mensagem de "inseguro". Já imaginou seu cliente entrando no seu site e vendo isso? Em tempos de extrema competição para atração de mais e mais cliques, onde há investimento em links patrocinados e cada milímetro da rede é disputado pelos competidores, trazer o cliente e deixá-lo ir embora com medo de você é um GRAAAANDE erro. Por isso, estar em dia com essa tecnologia pode ser um diferencial nesse momento.

O SSL também tem a ver com o que o empresário quer mostrar.

Mesmo os desenvolvedores web acreditam que o SSL trata apenas de criptografia da comunicação entre o site e o internauta (Todos pensam logo no "cadeadinho" que aparece no navegador). Sim, ele é seguro e garante a segurança das transações entre o navegador do cliente e o site, mas o Certificado SSL é muito mais do que isso.

Existem diferentes tipos de SSL com tipos de validação diferentes para emissão. A validação que o emissor faz pode ser apenas verificar a propriedade do domínio, para os certificados mais simples, por exemplo. Mas existem modelos mais robustos onde o emissor confirma a existência da empresa na Receita Federal, comprova da propriedade dos sócios, comprova o endereço físico e a responsabilidade legal adicional (normalmente contadores ou advogados). Então veja como o certificado SSL certo, de maneira sutil, pode ajudar a construir a imagem que é necessária passar ao cliente para cada tipo de negócio.

Garantias reais para seu consumidor.

Agora imagine um cliente potencial - que ainda não é seu cliente - procurando um produto na Internet. Em meio a tantos sites ele se perde. Como confiar? Em quem confiar - afinal ele vai colocar o cartão de crédito online, vai comprar online. Você pode até ser seguro mas como parecer seguro para ele? É exatamente nessa hora que quem tem Certificados mais robustos ganha pontos. Em um mundo digital cada vez mais complexo e perigoso, muitos clientes já estão a par do funcionamento dos certificados digitais e procuram sites que ofereçam garantias de uma compra segura. Saiba que dependendo do valor agregado do produto os clientes compram apenas em sites com uma validação mais extensa como a que mencionei acima.

Como exemplo posso mencionar o Certificado SSL do Site da SAN, por exemplo: É um SSL do tipo Extended, o mais seguro do mundo. Para a emissão desse certificado a emissora - a empresa americana GlobalSign - realizou inúmeras validações: validou o domínio, a propriedade do domínio, a existência da empresa na Receita Federal do Brasil, a existência da empresa no endereço físico apontado, a responsabilidade legal dos proprietários, fez contato com o advogado ou contrador, entre outras medidas.

Após uma auditoria completa, a SAN recebeu o direito de usar um selo eletrônico no site que quando clicado traz as seguintes informações:

GlobalSign

Veja como a GlobalSign dá garantias ao cliente que todas as validações foram realizadas como demonstrado abaixo:

Garantia

Por fim, toda essa segurança é traduzida ao cliente na hora que ele acessa o Site da SAN. Imediatamente os navegadores apresentam uma barra verde e alteram o endereço web (www) para:

Cadeado

Esse é o máximo de impressão inicial de seriedade que você pode transferir para um cliente na hora que deseja vender para ele na Internet. Para quem compra, esse é o máximo de impressão de segurança que pode entender. A barra verde já se tornou comum aos olhos de muitos internautas e a cada dia mais começa a diferenciar uma empresa da outra na rede. A sensação de compra é o de alto padrão do estabelecimento.

Melhora nas buscas

Como mencionei anteriormente, desde janeiro a Google anunciou que está priorizando a posição de empresas com Certificado SSL nas sua buscas orgânicas por entender que essa segurança traduz relevância para o internauta. Ele está certíssimo ao fazer isso. Para os empresários, basta saber que, em média, um consumidor que acessa o site através de uma busca orgânica realiza, também em média, 300% mais conversões do que os usuários que acessam via campanhas patrocinadas ou mesmo através de marketing de recomendação, por exemplo.

E o ticket médio é muito maior também ;)

Quem não tiver, vai ficar prá trás.

Enfim, seja para você transmitir uma imagem de mais segurança, para garantir transações seguras com seus clientes ou ainda para posicionar-se melhor nas buscas frente aos seus concorrentes, o Certificado SSL passou a ser item obrigatório para quem quer atuar com seriedade e retornos interessantes no mercado de Internet. Quem não tiver, vai ficar prá trás.

Para quem quer conhecer mais sobre os Certificados Digitais da SAN, acesse SAN SSL

Espero ter ajudado a construir um pouco mais de entendimento sobre o assunto. Até a próxima!

#emfrente



Voltar