A Construção e o Médico...

Fala-se muito em planejar, saber o que fazer, como fazer e porque fazer as coisas, conhecer as consequências de tudo que estivermos fazendo, porém na prática, muitos erros incabíveis ocorrem pela falta de conscientização e importância que se dá ao planejamento inicial.
Voltar Publicado em: 18/07/2019
Visualizações: 1165

...e o Administrador, o Engenheiro, o Profissional de TI, o Músico, o Advogado, o Marceneiro, a Bailarina, a Costureira e ficaria aqui descrevendo os nomes de todas as profissões!

Se fizermos uma analogia de uma construção com as profissões, conseguimos perceber características e necessidades administrativas e de gestão muito semelhantes entre um e outro.

Alguém se arriscaria a realizar a construção da casa dos sonhos sem planejar tudo nos mínimos detalhes? Desde o alinhamento do terreno, a contratação de um engenheiro, a localização da casa sobre o terreno, a quantidade de banheiros, a funcionalidade de todas as áreas da casa e por aí vai.

E o Médico, o que tem a ver com isso? Quando o médico entra na sala de cirurgia, ele simplesmente deita o paciente e começa a cortá-lo para depois ver o que precisa ser corrigido. É assim?

Ora, quanta pergunta estúpida, não é? Mas é justamente esta reflexão que gostaria de provocar neste texto.

Fala-se muito em planejar, saber o que fazer, como fazer e porque fazer as coisas, conhecer as consequências de tudo que estivermos fazendo, porém na prática, muitos erros incabíveis ocorrem pela falta de conscientização e importância que se dá ao planejamento inicial.

Errar é humano! Claro que sim! Porém não podemos ser coniventes com erros recorrentes e desnecessários. Se existe fórmula para que tudo ocorra corretamente desde o princípio, por que não utilizar?

Alguns alegariam que não realizam o planejamento necessário por falta de tempo. Cá entre nós, tempo é a gente que faz! Se não utilizarmos o tempo para o planejamento, com certeza vamos precisar do tempo para corrigirmos os erros pela falta do planejamento. Se necessário, renegocie prazos com dados e fatos fundamentados, mas não cometa o erro por não planejar o que você vai fazer.

Para que você comece a praticar o planejamento, faça-o nas pequenas coisas: no rancho, no plano do final de semana, na pintura do banheiro da casa, no encontro familiar de domingo, no plano de trabalho do dia, e assim você consegue obter o hábito e a necessidade de planejar tudo o que faz. A disciplina será tua aliada, pratique-a. Precisamos nos manter na trilha com produtividade e foco, em qualquer profissão.



Voltar