10 dicas para reagirmos às mudanças em TI

A tecnologia da informação é uma caixinha de surpresas: dia funciona, noite já está obsoleta. Exagero? Àqueles que trabalham na área irão concordar comigo. São tantas ideias, tantas novidades que surgem neste mundo, que as pessoas envolvidas precisam ter uma dinâmica de vida muito mais ágil, flexível e às vezes até paradoxal. O que precisamos realmente é de um método básico e coerente para gerenciarmos a mudança dentro de TI, reduzindo custos e maximizando os resultados. Além de estarmos psicologicamente preparados para mudar constantemente, com ousadia, riscos e inovação sem paradigmas.
Voltar Publicado em: 30/10/2015
Visualizações: 1432

A tecnologia da informação é uma caixinha de surpresas: dia funciona, noite já está obsoleta. Exagero?

Àqueles que trabalham na área irão concordar comigo. São tantas ideias, tantas novidades que surgem neste mundo, que as pessoas envolvidas precisam ter uma dinâmica de vida muito mais ágil, flexível e às vezes até paradoxal.

O que precisamos realmente é de um método básico e coerente para gerenciarmos a mudança dentro de TI, reduzindo custos e maximizando os resultados. Além de estarmos psicologicamente preparados para mudar constantemente, com ousadia, riscos e inovação sem paradigmas.

Por isso, decidi elencar algumas dicas de como reagir às mudanças:

1. Cabeça aberta, compromisso com o objetivo e resultado final

O sucesso das mudanças depende da capacitação e preparação dos profissionais de tecnologia, em todos os níveis, para enfrentar os novos desafios. Permita-se ousar, arriscar e inovar. Estude além do habitual. Comprometa-se com prazos, etapas dos projetos. Acredite na equipe. Aposte.

2. Compreenda cada nova situação

Levante dados e informações com o maior número de pessoas envolvidas no processo de mudança. Aprofunde-se no conteúdo, entenda os detalhes.

3. Especifique o escopo

Qual o resultado final desejado? Mensure.

4. Realize o planejamento básico

O que? Como? Quem? Quando? Por que? Quanto? Escreva.

5. Mude de postura, mude a sua cultura frente ao novo

Melhore a sua visão sobre o todo, veja além do possível.

6. Identifique etapas para “entregáveis”

Somos humanos e temos a necessidade de ver o projeto realizado para nos mantermos motivados. Se o projeto for muito grande, identifique as “fases de entregáveis” passíveis de serem visualizadas e controladas. Isso gera créditos e recarrega as energias.

7. Identifique todos os recursos necessários

Quando você realiza um planejamento é necessário determinar os recursos humanos, financeiros, materiais e equipamentos, assim como os prazos necessários à mudança.

8. Participe, corrija, não deixe ocorrer o erro e aprenda com ele

Você tem o conhecimento, você planejou e realizou de forma metódica, e mesmo assim ocorreu um imprevisto? Utilize o seu bom senso, pergunte, corrija, permita-se revisar e recomeçar. Só que isso precisa ser a exceção e não a regra.

9. O conhecimento não é somente seu

Documente tudo o que você realiza, deixe a sua marca no que você faz! Cada vez que você multiplica o seu conhecimento, você se permite evoluir ainda mais.

10. Seja a mudança!

Reagir de forma positiva a tudo o que ocorre ao nosso redor, é fundamental para uma vida plena! Conseguir “ver o lado bom das coisas”, seja a troca de uma tecnologia, seja a demissão de um colaborador, seja a contratação de um profissional com maior qualificação, seja a implementação de novos métodos, seja a necessidade de aprendizado constante, é primordial para que a mudança ocorra de forma saudável e natural.

É possível visualizar várias destas dicas sendo utilizadas na prática e é aí que eu adquiro mais confiança em equipes de trabalho e na mudança de hábitos, que ocorrem na medida em que novos métodos são implementados.

#superaSAN



Voltar