Documentação

Dicas para evitar cair na Blacklist

Você trabalha horas preparando um ótimo conteúdo para aquele e-mail marketing ou até mesmo um e-mail sem está finalidade, reúne toda a sua lista de contatos, contrata um bom servidor para efetuar os disparos e nada. Os resultados começam a chegar e mostram que a maioria dos e-mails simplesmente não foi sequer abertos. O que pode ter dado errado? Sinto informar, mas há uma grande chance de o seu e-mail ter ido parar na blacklist.

Essa “lista negra” é um compilado de e-mails, domínios ou endereços IP que foram reconhecidos e classificados como spam, foram criadas para ajudar empresas e pessoas a lidarem com as mensagens tão indesejadas, os Spam’s. Se você caiu nessa lista, todas as suas mensagens serão automaticamente encaminhadas para a pasta de spam e seu cliente, certamente, nem saberá que as recebeu.

E isso é tão ruim quanto aparenta ser. Um estudo feito pela "GetResponse" mostrou que um em cada seis destinatários de e-mail não visualizam mensagem que foram bloqueadas pelos filtros de spam.

Abaixo listamos diversas dicas para evitar cair na Blacklist

Enviar e-mails em grandes quantidades para destinatários que não optaram por receber suas correspondências. Por consequência os receptores destas mensagens podem denunciar suas campanhas como Spam.

Enviar e-mails com conteúdos maliciosos, preconceituosos ou pornográficos, por exemplo, enviar e-mails contendo vírus ou softwares maliciosos.

Fuja das listas de e-mail pagas

Muita gente recorre aos bancos de e-mails para ter acesso imediato a uma ampla lista de contatos. Porém, essa prática pode te prejudicar de diversas formas. Em primeiro lugar, você corre um sério risco de comprar e-mails falsos que, além de não gerarem nenhuma conversão, ajudam a rebaixar a reputação do seu IP.

Caso esses e-mails sejam de pessoas reais, isso não significa que serão contatos qualificados para serem seu público-alvo. Com isso, você pode se tornar um inconveniente para aquele grupo de pessoas que, irritadas, marcarão seu contato na blacklist.

Construir um mailing concreto e qualificado requer tempo, paciência e muito trabalho, mas certamente vale a pena. Por isso, ofereça um bom conteúdo e mantenha um formulário para inscrição no seu cadastro disponível e acessível em seu site. É muito melhor ter um banco de 10 cadastros de pessoas realmente interessadas no seu produto ou serviço, do que 100 e-mails que te adicionarão em uma blacklist, concorda?

Facilite o seu reconhecimento

Quando for montar o seu e-mail, garanta que todas as informações disponibilizadas ajudarão o seu destinatário a te identificar e sentir interesse em clicar no seu conteúdo.

Use um título claro e atraente no campo de Assunto da Mensagem, cadastre um e-mail remetente que seja instantaneamente reconhecido, e nunca tente chamar a atenção com algo que não possa oferecer. Truques mal intencionados podem agravar as reputações negativas e mandar seu IP para as blacklists.

Evite assinaturas dobradas

Você tem um e-mail cadastrado duas vezes na lista de seus remetentes? Mesmo quando as pessoas cadastraram seus emails uma vez e por esquecimento cadastraram novamente, elas não querem receber e-mails duplicados. Uma forma de resolver esse problema é autorizar somente uma assinatura para cada e-mail.

Evite mandar anexos

Colocar anexos pode prejudicar seu e-mail. Procure colocar todas as informações no corpo do texto e disponibilizar links para os materiais. Outra opção, por exemplo, se você quiser disponibilizar um ebook, ou informações que precisam ser enviadas em anexo, envie somente para pessoas que pediram essa informação específica.

Inclua um link para cancelar a assinatura

Sempre dê a opção de cancelar a assinatura. Essa opção é a melhor maneira de manter um bom relacionamento com seu recebedor de e-mails. Ela dá a liberdade para os clientes deixarem de fazer parte da sua lista de e-mail quando assim desejarem.

Quantidade não é qualidade

Não mande 10 e-mails por dia se não houver necessidade. Lembre-se que a maioria das pessoas estão muito ocupadas e não gostam de receber informações sem valor o tempo todo. Crie informações que sejam interessantes e reduza a quantidade de e-mails por semana.

Crie um e-mail com o nome da empresa

Crie um e-mail com o nome da sua empresa, por exemplo informações@nome.com, isso irá facilitar o seu contato. Se o endereço através do qual você envia sua Newsletter é um agrupamento de números e letras sem sentindo, ou um nome que não fique claro quem está enviando o e-mail, as pessoas irão colocá-lo no spam. Procure usar seu nome ou o nome da sua marca.

Peça para participar da lista de contatos

No final de cada e-mail, junto com a opção de cancelar a assinatura, lembre-se de pedir aos recebedores que coloquem seu e-mail na lista de contatos para não perder nenhuma informação. Dessa forma o seu conteúdo não será classificado como spam.

Evite algumas palavras

Evite usar as palavras: grátis, fique rico rapidamente, oportunidade, sorteio, e serviços de empréstimo de dinheiro. Na maioria das vezes, elas são classificadas como spam diretamente, pelo próprio sistema.

Não venda as informações do seu cadastro

Quando uma pessoa se cadastra para receber seus e-mails e informações a pessoa está confiando inteiramente na integridade do seu site. Por isso, informe seu cliente que você nunca irá repassar essas informações para outras pessoas em troca de dinheiro. Além de aumentar seu fluxo de leads, você pode evitar de parar na lixeira eletrônica.

Diminua as imagens

Use poucas imagens no corpo do e-mail. Os filtros de spam estão também filtrando excesso de imagens, cuide com isso!

Não use letras maiúsculas no assunto

Se quiser chamar atenção para alguma palavra, use outras técnicas, como colocar o tema do assunto entre colchetes. Assuntos com letra maiúscula são normalmente filtrados para a lixeira ou para a pasta de spams.

Inclua uma versão de texto

Se você está mandando um e-mail html, inclua uma versão em texto. O oposto também é válido, cada pessoa tem suas preferências na hora de ler e-mails e com essa opção você pode facilitar o trabalho. E-mails com excesso de imagens também tem mais probabilidade de parar na caixa de spam.

Como sair de uma Blacklist?

Cada Blacklist tem um método diferente para a exclusão de domínios/IPs. Entre em contato com a organização responsável pela lista e veja o processo necessário para sair.

Provavelmente eles farão um acompanhamento do seu trabalho antes da retirada definitiva da Blacklist, para ter certeza que você não pratica Spam.

Como saber se você caiu em uma temida lista negra?

A SpamHaus, maior e mais respeitada blacklist do mundo faz a verificação do seu domínio para saber se ele caiu na blacklist deles. E, a melhor parte, no mesmo link, caso seu e-mail esteja na lista, estarão as instruções para retirá-lo! Outro lugar que deve ser levado em conta na verificação do seu domínio é o MultiRBL.valli.org. Verifique também https://whatismyipaddress.com/blacklist-check e https://mxtoolbox.com/blacklists.aspx
Caso seu domínio esteja em alguma lista destas, suspenda qualquer disparo até que seja confirmada a remoção.

Outra opção bem recomendada é obter uma Certificação para seu domínio. Na prática, você paga para entrar na WhiteList. Um remetente certificado normalmente tem a garantia de que preenche um rigoroso conjunto de boas práticas e métricas baseadas em desempenho e “entra VIP na balada”.


Este artigo lhe foi útil?